Ora bordas

Coletiva

14/08/2013 à 14/10/2013

A exposição “ora bordas” apresenta obras que concernem ao âmbito da pintura ou mantêm grande proximidade com essa linguagem. Os trabalhos que compõem a mostra, contudo, estendem os limites da pintura até outros territórios, sem, contudo, abandonar sua espessura primeira. Assim, realizam aproximações com outras linguagens artísticas, como a escultura, bem como se estendem por territórios aproximados do âmbito do mundo e dos objetos ordinários. No estabelecimento precário de limites que não estão nem aquém e nem tampouco além da imagem, nem aquém e nem tampouco além do objeto, os trabalhos escolhidos lidam com a tarefa de borrar os limites e aproximar realidades opostas, sem tampouco ceder a nenhuma delas. Neste sentido a exposição ora bordas procura demonstrar como os artistas Fernando Burjato, José Spaniol, Raul Cruz, Sergio Sister e William Machado estão, cada um a seu modo, justamente empenhados em mitigar bordas territoriais, a fim de conflagrar limites excepcionais, próprios à arte.

SOBRE OS ARTISTAS

Fernando Burjato nasceu em Ponta Grossa – PR, em 1976. É Formado em pintura pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná (EMBAP), 1994. Escritor e artista plástico, vive e trabalha em São Paulo. Suas principais mostras individuais são: Pinturas, na Galeria Casa da Imagem, Curitiba -PR (2010); Guaches e Óleos, Sala Recife, Recife –PE (2010 ); Pinturas, na Galeria Virgílio, São Paulo no ano de 2009 e 2011.Dentre as exposições coletivas de que participou, destacam-se: Houston, we’ve had a problem - Galeria Casa da Imagem, Curitiba (2009); X Salão Nacional Victor Meirelles, Florianópolis (2008); 62º Salão Paranaense, Curitiba (2007); Matéria Opaca, Museu Murillo la Greca, Recife (2007); A matriz e a linguagem; Biblioteca Córdoba. Córdoba, Argentina (2004 ); VII Salão Nacional Victor Meirelles, Florianópolis (2000).

José Spaniol nasceu em São Luiz Gonzaga (RS), em 1960. Entre 1978 e 1983, cursou artes plásticas na Fundação Armando Álvares Penteado (Faap), em São Paulo, onde vive e trabalha atualmente. É pintor, desenhista, gravador, escultor e professor. Algumas das suas principais exposições individuais aconteceram na Pinacoteca do Estado (1989); na galeria Nara Roesler (2001 e 2002). Das mostras mais recentes destacam-se: Esto no és uma Broma, no Museo de Arte Contemporâneo Union Fenosa, A Corunã – Espanha (2007) e a exposição Tímpano, no Museu de arte de São Paulo, Capela do Morumbi (2009). Dentre as suas últimas exposições coletivas estão: 80 90 Moderno Pós Modernos ETC, no Instituto Tomie Ohtake (2007); Parangolé: Fragmentos desde los 90 em Brasil, Port. y Esp., no Museo Patio Herreriano (2008); SP Arte, Feria de Arte de São Paulo (2008); Bienal de São Tomé e Principe, Lisboa Portugal (2008); Cinco Sentidos do Olhar, na Galeria Casa da Imagem, Curitiba, PR (2008).

Sérgio Sister nasceu em 1948, em São Paulo, onde reside e trabalha Dentre suas individuais mais recentes estão: Josee Bienvenue Gallery, em Nova York, Estados Unidos (2011); e Pinturas, na Galeria Nara Roesler (2008); Pinturas Face a Face, no Instituto Tomie Ohtake (2007), ambas em São Paulo; e Silvia Cintra Galeria de Arte, no Rio de Janeiro (2005), todas no Brasil. Suas últimas coletivas mais importantes são: 9ª e 25ª edições da Bienal de São Paulo, Brasil (1967, 2002). Los Limites, na Galeria Rafael Ortiz, em Sevilha, Espanha (2011); e Ponto de Equilíbrio, no Instituto Tomie Ohtake (2010); Obra Menor, no Ateliê 397 (2009); e Ao mesmo tempo o nosso tempo, no Museu de Arte Moderna de São Paulo (2006), todas em São Paulo, Brasil. Suas obras fazem parte de acervos como os do Museu de Arte Moderna de São Paulo; Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro; Pinacoteca do Estado de São Paulo; Centro Cultural São Paulo; e Instituto Figueiredo Ferraz, em Ribeirão Preto.

William Machado nasceu em Curitiba, Brasil, 1979. É graduado no curso de Educação Artística/Artes Plásticas UFPR , Curitiba-PR, 2003 Suas principais mostras individuais são: El mismo és outro , na Galeria Casa da Imagem - Curitiba / PR (2013); Descontinuo em três segmentos, no SESC da Esquina - Curitiba / PR (2008); Dentre as coletivas de que participou destacam-se: 9, Musa – Curitiba/ PR (2012) - Houston, we’ve had a problem, Galeria Casa da Imagem - Curitiba /PR (2009) - Mais perto, Galeria Ybakatu - Curitiba /PR (2006); A matriz e a linguagem, Semana de Arte do Paraná / Brasil em Córdoba – SEEC - Biblioteca de Córdoba, Argentina(2004) ; Coletiva , Museu de Arte Contemporânea do Paraná(2004) ; Outro Ponto de Vista, Galeria da Caixa - Curitiba /PR (2004); nome, Galeria Andrade Murici - Curitiba /PR (2004).

< voltar